Existe Tpm Pós Menstrual

tpm

Descubra Se é Mito Ou Verdade Que Existe Tpm Pós Menstrual

Mas também existe uma relação entre baixos níveis de serotonina e o transtorno disfórico pré-menstrual.

A melhor maneira de amenizar o estresse e a ansiedade da tpm tipo A é praticando exercícios físicos, além de manter uma dieta adequada.

Dessa forma, a TPM é caracterizada como todos esses sintomas que podem ocorrer antes e durante a menstruação, causados pela queda brusca dos níveis de estrógeno e progesterona.

podem ocorrer devido a alterações nos níveis de estrogênio e progesterona.

Geralmente são sintomas com os quais as pacientes já se “acostumaram”, e até mesmo a família e os amigos já os consideram “traços da personalidade”.

Sempre que possível, o médico deve nortear-se por critérios objetivos, direcionando a anamnese para a busca ativa dos sintomas.

Deve-se auxiliar a paciente a verbalizar os seus sintomas, uma vez que muitos deles são reconhecidos apenas após o processo de nomeação.

  • -A forma mais grave de TPM recebe o nome de síndrome disfórica pré-menstrual e tem seu tratamento iniciado com inibidores da recaptação de serotonina durante a fase lútea (14 dias antes da menstruação).
  • Recentemente foi lançada no mercado a fluoxetina de liberação lenta, que corresponde a 20 mg/dia pelo período de 7 dias.
  • Utilizar a medicação apenas nesse período reduz os efeitos adversos e os custos para a paciente, além de diminuir o risco de abandono do tratamento.
  • Já que os sintomas da TPM variam muito de mulher para mulher, o especialista explica que a abordagem será diferente dependendo das queixas.
  • Esses hormônios influenciam o comportamento e podem até interferir na performance profissional das mulheres.
  • No período menstrual ocorre liberação de prostaglandinas que provocam contrações do útero, que podem gerar cólicas e essas, por sua vez, podem irradiar para a região lombar”.
  • Reduzir o consumo de álcool também pode ser útil, porque o álcool age como depressivo.
  • Não é raro depararmos com preconceito e resistência das pacientes em utilizarem antidepressivos.
  • Cabe ressaltar que tais medicações, apesar de sua classificação, apresentam várias outras indicações (cefaleia, dores crônicas, ansiedade e tabagismo), entre elas a TPM.
  • O que muita gente desconhece, no entanto, é que o estrogênio, a testosterona e a progesterona agem em maior ou menor grau durante o mês inteiro no corpo feminino.
tpm

Isso evita as oscilações hormonais maiores e com isso previne as queixas relacionadas aos fogachos. Se os sintomas de depressão e tristeza forem graves, pode ser receitado o uso de antidepressivos.

No entanto, geralmente os sintomas podem ser controlados com uma dieta equilibrada, prática de atividade física e cessação de vícios, como álcool e tabaco.

A enxaqueca e dor de cabeça pode ser prevenida com o uso de medicamentos, como o topiramato.

Além disso, o uso de anticoncepcional de baixa dose também pode ser utilizado, ou mesmo analgésicos comuns focados para o alívio da dor.

O diagnóstico definitivo estabelece-se preferencialmente de maneira prospectiva. Interrogar a paciente e os familiares sobre o prejuízo e sofrimento trazido pelos sintomas e avaliar a interferência nas atividades habituais e os relacionamentos interpessoais durante esse período.

O termo genérico TPM abrange todo o espectro de transtornos físicos e psíquicos comuns a esse período, desde as formas leves até a TDPM.

Ao seguir o tratamento corretamente é possível que ocorra a melhora dos sintomas, porém não existe nenhum medicamento capaz de curar a TPM.

Já os fogachos e sudorese fria, se forem realmente incômodos, podem ser tratados com o uso dos anticoncepcionais de baixa dosagem.

Author: admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *