Problemas Comuns No Casamento Depois De 10 Anos Juntos

Os Problemas Mais Comuns No Casamento Depois De 10 Anos Juntos

Problemas Comuns No Casamento Depois De 10 Anos Juntos O inicio do casamento é uma época marcada por grandes emoções e descobertas. A montagem da casa e as despesas da festa e da cerimônia são significativas e é comum o casal carregar o pagamento dessas despesas por um longo tempo. É importante que, mesmo durante o namoro e o noivado, o planejamento financeiro já esteja no dia a dia do casal. A amizade entre casais é uma das razões e motivos para manter um casamento feliz e forte para enfrentar os desafios. Existem pesquisas que afirmam que casar-se com melhor amigo é o segredo da felicidade.

São nas transições da vida que os casamentos se fortalecem ou se desfazem. Parece que essas fases chegam realmente para testar os relacionamentos. Quanto mais exposto como manter meu casamento ao estresse das mudanças, o casal corre o risco de achar que as coisas podem estar dando errado por culpa do cônjuge, deixando assim a relação ainda mais abalada.

Sempre vamos precisar contar com o apoio de outras pessoas para realizar certas tarefas. O outro também tem suas necessidades e coisas que ele precisa fazer, portanto, não pode dedicar toda a vida para você. Essa sobrecarga de afazeres dá ao outro a impressão de estar sendo explorado (a). Os casais, por vezes, identificam que o relacionamento está esfriando, sofrem com isso e, mesmo assim, não procuram por ajuda. Seja conversando com amigos, lendo sobre o assunto na web ou terapia de casal, tudo é válido.

Conforme envelhecemos e ficamos sujeitos a cada vez mais estresse, muitos caímos na armadilha de levar a vida a sério demais. Perdemos aquele senso de encantamento infantil e o humor bobo. Quando você chega à marca dos dez anos de casamento e a fase da lua-de-mel é apenas uma memória distante, certos problemas maritais têm maior likelihood de aparecer. Pedimos que terapeutas nos contassem quais são as questões mais frequentes quando chega a primeira década do casamento e como lidar com elas. Terapeutas falam das questões enfrentadas por casais depois de uma década juntos e sugerem possíveis soluções.

Na ânsia de poder dividir a mesma casa os dois vivem às mil maravilhas. A rotina, os conflitos e a falta de diábrand começam a gerar incômodo e até os momentos quentes podem ficar cada vez menos frequentes. Sei que este submit é diferente dos que publico por aqui, mas espero de coração que vocês tenham gostado das dicas e que ela possa ajudar na reflexão sobre o casamento. Mesmo que às vezes a gente “se esqueça” de alguma delas, tentamos manter nosso casamento sempre regado de amor e de atitudes saudáveis que podem auxiliar no alimento na relação do casal. É ele que torna a relação de um casal uma relação de amor e companheirismo — casais que perdem o afeto um pelo outro, acabam se tornando duas pessoas que dividem o mesmo espaço.

Porém, mesmo que o mundo esteja cada vez mais cheio de relacionamentos efêmeros e descartáveis, é possível manter um casamento saudável. Em muitos casos, Marni explica, casamentos sofrem com problemas de comunicação que um dos elementos aceita e o outro se recusa a reconhecer. Isso pode acontecer porque os objetivos de vida de alguém mudou e não se alinha mais com o parceiro. Outra possibilidade é quando sentem que suas preocupações nunca são levadas a sério no relacionamento.

  • Quando o amor é sincero e verdadeiro a distância torna-se uma pequena barreira, totalmente ultrapassável.
  • Como é complexo manter um relacionamento afetivo por anos, não é mesmo?!
  • Talvez você esteja achando todas essas dicas perfeitas, mas no fundo sabe que nunca vai fazer nenhuma delas, pois há sempre a desculpa do tempo e das obrigações diárias.
  • Basta seguir algumas orientações para manter seu relacionamento à distância de bom humor.
  • Eu creio que se um casal sempre se lembrar do motivo que o levou a se amar já será um otimo alicerce.
  • O exercício da lembrança ajudará muito nesta resposta, pois em algum momento o compromisso se perdeu e foi deixado de lado.
  • Muitos casais vivem muito bem e alguns até afirmam que formaram uma base muito mais sólida e segura por estarem, temporariamente, separados.
  • Saiba que para resolver o problema terá que optar pelo horário marcado, principalmente se o casal já tem filhos.
como manter meu casamento

Muitos amigos e leitores enviam perguntas com dúvidas sobre a vida financeira no casamento. Querem discutir a divisão de bens, a melhor forma de gerir o dinheiro recebido e principalmente como conviver com as diferenças e as distintas necessidades de um casal. Existem muitas obras que abordam o assunto – nós mesmos, do Dinheirama, já abordamos o assunto em outras ocasiões, mas é extremamente positivo que a discussão persista e cresça. 14 coisas para não dizer em seu relacionamento Tudo que é falado em um relacionamento tem consequências.

Porém o contato com outras pessoas faz muito bem ao matrimônio. Ao invés de se afastar fortaleça seus laços com a família e a comunidade. Reserve um dia por mês para visitar os parentes e não abandone os encontros com os amigos.

Então, se perceber que anda dando mais informações sobre a sua vida para os vizinhos do que para ele (a), pode haver alguns problemas de confiança pelo caminho. Aos poucos, aquela vontade de se jogar no colo e trocar beijos ardentes vai acalmando e o relacionamento vai entrando em uma zona de conforto que funciona para vocês dois (duas). Ou a situação pode se dissolver em uma relação sem amor e vocês nem mesmo saberem como acabaram ali, em um casamento infeliz. Não raro, boa parte dos consultores financeiros recomenda que os casais mantenham uma conta conjunta para concentrar as receitas e despesas relacionadas ao dia a dia acquainted e seus objetivos. A leitora Raquel tem essa dúvida e nos disse que seu namorado acredita que a separação de bens é a forma mais correta para o casamento.

A outra parte tem de entender que a crítica tem o objetivo de somar e não dividir. Só tem sentido a crítica que for construtiva, pois esta é amorosa, sem acusações nem condenações. Antes de apontarmos um defeito, é sempre aconselhável apresentar duas qualidades do outro. Isso funciona como um anestésico para que se possa fazer o curativo sem dor. Reze pelo outro antes de abordá-lo em um problema difícil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *